Categorias:

Candidíase no verão

Calor combina com piscina e praia. Mas cuidado ao ficar com o maiô ou biquíni molhado por muito tempo para não ficar com candidíase no verão

candidíase é mais comum no verão

Coceira intensa e vermelhidão na região genital e corrimento esbranquiçado são sintomas da candidíase, infecção causada pelo fungo Candida albicans. Na verdade, esse micro-organismo está presente no corpo humano desde o nascimento e vive normalmente no organismo sem causar danos. Mas em situações de desequilíbrio, como queda na imunidade, mudança do pH vaginal ou mesmo o uso de roupas de banho molhada por muito tempo pode aumentar a reprodução do fungo e causar a doença.

No verão, a candidíase costuma ser mais frequente, pois maiô e biquíni molhados proporcionam o ambiente quente e úmido ideal para o fungo se reproduzir rapidamente. Então, o recomendado é trocar a roupa de banho e secar a região íntima ao sair da praia ou da piscina.

Sintomas da candidíase vaginal


– Ardor e coceira na região genital;
– Corrimento esbranquiçado;
– Ardor para urinar;
– Vermelhidão na região genital que lembra assadura

Diagnóstico da candidíase


Ao surgirem os sintomas, o ideal é procurar um ginecologista. O diagnóstico é feito pelo exame clínico da mucosa da região. Se necessário, o exame laboratorial pode ser feito para identificar o fungo causador do problema.

Tratamento da candidíase


Na maioria dos casos, o médico prescreve cremes vaginais fungicidas. Quando eles não são suficientes, a conduta é prescrever medicamentos por via oral por tempo mais prolongado.

Recomendações para não ter candidíase no verão


– Evite exageros e procure alimentar-se equilibradamente;
– Use camisinha nas relações sexuais;
– Não se descuide da higiene íntima;
– Evite roupas justas demais e de material sintético;
– Prefira calcinhas de algodão e, durante a noite, se possível durma sem calcinha;
– Não fique com roupas de banho molhadas por muito tempo;
– Siga as recomendações de seu médico e não suspenda o uso dos medicamentos por conta própria.

© 2020 Dr Gabriel Monteiro. Todos os direitos reservados.
WhatsApp chat