Categorias:

Dieta para SOP

O controle do peso e a alimentação saudável são essenciais para controlar os sintomas da Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP)

Na semana passada, durante a live realizada com o ginecologista Dr. Gabriel Monteiro e a nutricionista Gabriela Halpern sobre a Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP), surgiram muitas dúvidas sobre como a alimentação pode ajudar a controlar os sintomas do problema e auxiliar a regular a ovulação, já que os problemas ovulatórios são a principal causa de infertilidade entre as mulheres com SOP.

Seguir uma alimentação saudável e eliminar de 5 a 10% do peso corporal é o primeiro e mais importante passo para controlar os sintomas da SOP. O ideal é procurar um nutricionista para traçar um plano alimentar individualizado e feito de acordo com as necessidades do seu organismo.

Low carb, sim!


Quem tem SOP deve priorizar alimentos anti-inflamatórios. Como ressaltou a nutricionista Gabriela Halpern, a dieta low carb – e não “no carb” – é importante para controlar a glicemia e a resistência insulínica.

Prefira sempre consumir carboidratos de boa qualidade, ricos em fibras e pobres em açúcares de rápida absorção:
– Pães integrais
– Arroz integral
– Quinoa
– Inhame
– Mandioca
– Mandioquinha

Outras boas escolhas que devem fazer parte do cardápio da mulher com SOP:
– Oleaginosas: nozes, castanhas, amêndoas, avelãs, pistache, etc.
– Frutas e verduras: maçã, abacate, melancia, tomate, alface, agrião, rúcula, couve, espinafre, etc.
– Gorduras boas: azeite de oliva, óleo de macadâmia, abacate, etc.

Alimentos inimigos da SOP


– Alimentos industrializados e processados, ricos em açúcares, sódio e conservantes;
– Consumo excessivo de gordura saturada e gordura trans;
– Alimentos ricos em açúcares e doces;
– Carboidratos simples: arroz, farinha branca, etc.
– Excesso de álcool.

Confira aqui como a SOP atrapalha a fertilidade.

© 2020 Dr Gabriel Monteiro. Todos os direitos reservados.
WhatsApp chat